O mercado fecha em:

Os melhores jogadores do Internacional para se escalar no Cartola FC 2020

O Sport Club Internacional em 2019 participou de quatro competições: o Campeonato Gaúcho, a Copa do Brasil, a Copa Libertadores da América e o Campeonato Brasileiro. 2019 marcou o grande retorno do Colarado à elite do futebol nacional e mesmo sem poder fazer grandes investimentos, foi um bom ano para o time do sul. O […]

Postado em: 10 de julho de 2020
Atualização: 4 de agosto de 2020
Tempo de leitura: 6 minutos

O Sport Club Internacional em 2019 participou de quatro competições: o Campeonato Gaúcho, a Copa do Brasil, a Copa Libertadores da América e o Campeonato Brasileiro. 2019 marcou o grande retorno do Colarado à elite do futebol nacional e mesmo sem poder fazer grandes investimentos, foi um bom ano para o time do sul.

O Inter foi finalista da Copa do Brasil, sendo superado pelo Athletico PR nos dois jogos da final. Além de perder a taça da competição, a competição é a que melhor premia o vencedor e o Colarado perdeu também os R$ 52 milhões em prêmios, além da vaga direta à Libertadores de 2020. No Brasileiro, o time gaúcho terminou a competição em 7º e com vaga para a Pré Libertadores.

O Colorado em 2019 foi o “time do quase”. E a derrota para o São Paulo por 2×1 na penúltima rodada, que impediu o clube de se garantir na fase de grupo da Libertadores comprovou isso. A temporada do Inter começou com grandes expectativas e terminou melancólica. Além do vice lugar na Copa do Brasil, o Colorado não ganhou Gre-Nais e sem dúvidas a torcida espera mais para 2020.

A temporada 2020 começou para o Internacional cheia de expectativas. A chegada do técnico Eduardo Coudet e sua comissão técnica trouxe a esperança de um futebol acima de tudo ofensivo, pra frente, que vem sendo o sonho de todo e qualquer torcedor colorado. E isso foi visto nos primeiros jogos do ano, com uma nova postura do time, que aos poucos vem deixando de lado o futebol defensivo de 2019.

E o 2020 do Inter começou com 15 jogos disputados até o momento, com direito a nove vitórias, cinco empates e apenas uma derrota entre Copa Libertadores e Campeonato Gaúcho. O aproveitamento é de 71%, no qual a equipe gaúcha marcou 23 gols e sofreu apenas sete.

DESEMPENHO NOS CAMPEONATOS QUE DISPUTOU

TODOS OS CAMPEONATOS

DESEMPENHO GERAL

19 jogos: 11 vitórias/6 empates/2 derrotas – 68,4% de aproveitamento
Gols marcados: 30
Gols sofridos: 9
Jogos sem sofrer gol: 12
Jogos sem marcar gol: 6

COMO MANDANTE

10 jogos:  8 vitórias/0 empates/2 derrotas – 80% de aproveitamento
Gols marcados: 19
Gols sofridos: 3
Jogos sem sofrer gol: 7
Jogos sem marcar gol: 2

COMO VISITANTE

9 jogos: 3 vitórias/6 empates/0 derrotas – 55,5% de aproveitamento
Gols marcados: 11
Gols sofridos: 6
Jogos sem sofrer gol: 5
Jogos sem marcar gol: 4

CAMPEONATO GAÚCHO – (semifinalista no 1º turno e finalista no 2° turno)

DESEMPENHO GERAL

13 jogos: 8 vitórias/3 empates/2 derrotas – 69,2% de aproveitamento
Gols marcados: 24
Gols sofridos: 9
Jogos sem sofrer gol: 6
Jogos sem marcar gol: 3

COMO MANDANTE

7 jogos: 5 vitórias/2 derrotas – 71,4% de aproveitamento
Gols marcados: 13
Gols sofridos: 3
Jogos sem sofrer gol: 4
Jogos sem marcar gol: 2

COMO VISITANTE

6 jogos: 3 vitórias/3 empates/0 derrotas – 66,7% de aproveitamento
Gols marcados: 11
Gols sofridos: 6
Jogos sem sofrer gol: 2
Jogos sem marcar gol: 1

PRÉ LIBERTADORES (2ª e 3ª FASE)

DESEMPRENHO GERAL

4 jogos: 2 vitórias/2 empates
Gols marcados: 3
Gols sofridos: 0
Jogos sem sofrer gol: 4
Jogos sem marcar gol: 2

COMO MANDANTE

2 jogos: 2 vitórias
Gols marcados: 3
Gols sofridos: 0
Jogos sem sofrer gol: 2
Jogos sem marcar gol: 0

COMO VISITANTE

2 jogos: 2 empates
Gols marcados: 0
Gols sofridos: 0
Jogos sem sofrer gol: 2
Jogos sem marcar gol: 2

COPA LIBERTADORES – (1° do Grupo E)

DESEMPENHO GERAL

2 jogos: 1 vitória/1 empate/0 derrota – 66,7% de aproveitamento
Gols marcados: 3
Gols sofridos: 0
Jogos sem sofrer gol: 1
Jogos sem marcar gol: 1

COMO MANDANTE

1 jogo: 1 vitória – 100% de aproveitamento
Gols marcados: 3
Gols sofridos: 0
Jogos sem sofrer gol: 1
Jogos sem marcar gol: 0

COMO VISITANTE

1 jogo: 1 empate – % de aproveitamento
Gols marcados: 0
Gols sofridos: 0
Jogos sem sofrer gol: 1
Jogos sem marcar gol: 1

ESCALAÇÃO BASE/TRANSFERÊNCIAS

Goleiro: Danilo Fernandes
Laterais: Renzo Saravia e Moisés
Zagueiros: Victor Cuesta e Bruno Fuchs
Meio-campistas: Musto, Edenílson, Boschilia e Thiago Galhardo
Atacantes: Marcos Guilherme e Paolo Guerrero

Chegaram: Renzo Saravia  (LAT), Natanael (LAT), Moisés (LAT), Rodinei (LAT), Musto (MEI), Boschilia (MEI), Thiago Galhardo (MEI), Matheus Jussa (MEI), Marcos Guilherme (ATA) e Gustavo (ATA)* 

Saíram: José Aldo (MEI), Wellington Silva (ATA), Zeca (LAT), Rithely (MEI), Klaus (ZAG), Rafael Sóbis (ATA), Pedro Lucas (ATA), Charles (MEI), Bruno Silva (MEI), Tréllez (ATA), Bruno (LAT), Guilherme Parede (ATA), Matheus Galdezani (MEI) e Nico López (ATA). 

*Em razão da crise financeira, inflada pela pandemia do novo Coronavírus, o Internacional perdeu Gustagol. O atacante foi negociado com o Jeonbuk Motors, da Coréia do Sul.

HOMENS DA BOLA PARADA

Faltas: D’Alessandro, Edenílson e Thiago Galhardo
Escanteios: D’Alessandro
Pênaltis: Paolo Guerrero, D’Alessandro e Edenílson

ARTILHEIROS EM 2020

DESEMPENHO GERAL

4 gols: Paolo Guerrero e Thiago Galhardo
3 gols: Marcos Guilherme e Edenílson
2 gols: Patrick, Nonato e D’Alessandro
1 gol: Heitor, Rodrigo Moledo e Boschilia

COMO MANDANTE

4 gols: Paolo Guerrero
3 gols: Marcos Guilherme
2 gols: Patrick
1 gol: Heitor, Boschilia, Edenílson e D’Alessandro

COMO VISITANTE

4 gols: Thiago Galhardo  
2 gols: Edenílson, Nonato
1 gol: Rodrigo Moledo e D’Alessandro

FORMA

Bola rolando: 13 gols
Bola parada: 6 gols
Pênalti: 4 gols

GARÇONS EM 2020

DESEMPENHO GERAL

3 assistências: D’Alessandro  
2 assistências: Moisés e Thiago Galhardo
1 assistência: Boschilia, Moisés, Saravia, Patrick, Paolo Guerrero e Marcos Guilherme

COMO MANDANTE

3 assistências: D’Alessandro
1 assistência: Boschilia, Saravia, Moisés, Marcos Guilherme, Thiago Galhardo e Paolo Guerrero

COMO VISITANTE

1 assistência: Moisés, Patrick e Thiago Galhardo

OLHO NELES: OS JOGADORES QUE PROMETEM NO CARTOLA FC 2020

O Internacional começou com tudo a temporada e os números antes da paralisação devido a pandemia do novo Corona apontam várias boas opções do time gaúcho para o Cartola. Os destaques são:

Victor Cuesta (ZAG) – O xerife da zaga colorada é sem dúvidas o queridinho dos cartoleiros. Cuesta é um exímio ladrão de bolas e sempre muito regular no Cartola. Porém, Rodrigo Moledo, seu companheiro de zaga não é titular incontestável do time gaúcho. Isso porque vem disputando vaga com Bruno Fuchs.

Renzo Saravia e Moisés (LAT) – Os laterais titulares do Internacional podem aparecer bem com assistências, como vem fazendo na temporada até o momento. Isso se deve também a mudança de mentalidade de jogo proposta pelo técnico Coudet. Moisés é um velho conhecido dos cartoleiros, desde os tempos do Bahia e se destacava por lá também pelas roubadas de bola. Ambos podem ser grandes surpresas para a posição no Fantasy em 2020.

Thiago Galhardo (MEI) – Contratado para ser uma alternativa ao ataque, Galhardo se firmou na equipe. Soma quatro gols, vem conquistando em campo sua posição como titular e pode se destacar com gols e assistências no Brasileirão, como já vem fazendo no estadual e Libertadores. Bate bem na bola, seja em faltas e pênaltis, além de roubar muitas bolas. D’Alessandro é outra boa opção, mas sabemos do temperamento forte do argentino.

Edenílson (MEI) – Vem em boa fase e participa de muitas ações ofensivas do time gaúcho. É um bom cobrador de faltas e diante da má fase do Lindoso, pode render pontos com gols e dar assistências.

Paolo Guerrero (ATA) – Sem dúvidas é o homem de referência do ataque colorado. Conta com 4 gols na temporada e é o cobrador oficial de pênaltis da equipe.

Marcos Guilherme (ATA) – É importante peça no esquema tático do Internacional. Se tornou o 12º jogador e homem de confiança do técnico Eduardo Coudet. Marcos Guilherme atua de duas formas, tanto como alternativa para o lado esquerdo do meio-campo e mais adiantado, como parceiro de Guerrero no ataque. Tem boa visão de jogo, drible e velocidade o que podem lhe render pontos com faltas sofridas.


E você, cartoleiro, vem acompanhando o Inter nesta temporada? Acredita no Colorado em 2020?

Estamos abertos à sugestões, críticas e elogios nos comentários. E deixe também a sua opinião!

25 anos, pós graduada em Direito, sócio torcedora fanática pelo Cruzeiro e mineira, uai. Comandante do Jehnial FC, defende a ideologia de que lugar de mulher é onde ela quiser, inclusive jogando Cartola! Afirma que sabe muito bem o que é impedimento, ok?