O mercado fecha em:

Os melhores jogadores do Atlético-MG para se escalar no Cartola FC 2020

O ano de 2020 começou da pior forma para o Atlético MG. O Galo ainda em dezembro de 2019 tentou sem sucesso a contratação do técnico argentino Sampaoli. Ambos não chegaram a um acordo devido a questão financeira. Mas logo no início do mês de janeiro foi anunciado como novo treinador, o venezuelano Rafael Dudamel. […]

Postado em: 13 de julho de 2020
Atualização: 5 de agosto de 2020
Tempo de leitura: 9 minutos

O ano de 2020 começou da pior forma para o Atlético MG. O Galo ainda em dezembro de 2019 tentou sem sucesso a contratação do técnico argentino Sampaoli. Ambos não chegaram a um acordo devido a questão financeira. Mas logo no início do mês de janeiro foi anunciado como novo treinador, o venezuelano Rafael Dudamel. O novo comandante assinou contrato com o Atlético MG por duas temporadas e antes estava na seleção principal da Venezuela desde 2016. Ex-goleiro, Dudamel treinou, além da “Vinotinto”, o Estudiantes de Mérida e o Deportivo Lara, equipes da Venezuela.

Quanto a movimentação no mercado da bola, o Galo investiu várias fichas na contratação do venezuelano Soteldo, mas não foi bem sucedido. O primeiro reforço para a temporada 2020 foi o lateral direito Mailton, de 21 anos, que estava no Operário-PR na disputa da Série B de 2019. O meia atacante Edinho retornou ao Atlético-MG para 2020. O time mineiro solicitou o retorno do atleta, que deixou o Fortaleza.

O zagueiro Gabriel também retornou ao time, ele estava emprestado ao Botafogo até o fim de 2020. Outro grande reforço para esta temporada é o meio campista colombiano Dylan Borrero, de apenas 18 anos, que pertencia ao Independiente Santa Fé, da Colômbia. O meia Hyoran, que pertence ao Palmeiras também foi anunciado pelo time mineiro para 2020. Além do lateral esquerdo Guilherma Arana, outros grandes reforços foram o volante Allan, ex Fluminense, Tardelli, ex Grêmio e o goleiro Rafael, ex Cruzeiro.

Quanto ao desempenho dentro de campo, o ano de 2020 vem sendo um verdadeiro caos para o Galo. Em um curto espaço inferior a 7 dias o time mineiro viu desmoronar os seus anseios por títulos e todo o ganho financeiro que envolve avançar nas competições. O Atlético MG foi eliminado da Sul-Americana pelo Unión e se despediu do torneio internacional com apenas 300 mil dólares extras da Conmebol (R$ 1,3 milhão).

Já na Copa do Brasil, o Galo foi eliminado na segunda fase pelo time pernambucano Afogados da Ingazeira nos pênaltis e saiu do torneio com R$ 2,4 milhões, em um torneio que pode pagar mais de R$ 70 milhões ao campeão. No campeonato mineiro, o time ocupa a 4ª colocação com 61.1% de aproveitamento.

Em razão das duas eliminações consecutivas, o técnico Rafael Dudamel foi demitido juntamente com toda a sua comissão técnica. O diretor de futebol Rui Costa e o gerente de futebol Marques também foram demitidos. Futebol é resultado, e a falta deles a curto prazo é a razão da queda de diversos treinadores no cenário nacional, com Rafael Dudamel não foi diferente. A demissão do técnico venezuelano foi extremamente precoce e sinaliza a falta de planejamento do time mineiro. Dudamel deixou o comando do Galo após apenas 10 jogos no cargo. Foram quatro vitórias, quatro empates e duas derrotas (53,3% de aproveitamento), além de duas eliminações, para o Unión-ARG (primeira fase da Sul-Americana) e Afogados-PE (segunda fase da Copa do Brasil).

O Galo, agora, começa mais uma vez a procura por um novo treinador, e tem encontrado dificuldades para encaixar um trabalho longevo com um comandante. O último que começou e terminou uma temporada à frente do Atlético foi Cuca, em 2013. E de 2013 pra cá, sem contar os interinos, foram 12 treinadores. Desde a saída de Levir do cargo, no fim de 2015, foram 10 técnicos (incluindo ele próprio) e apenas um título conquistado: o Campeonato Mineiro 2017, com Roger Machado.

No último domingo o Atlético acertou com o técnico Sampaoli, um sonho antigo do time mineiro. O treinador argentio tem contrato até dezembro de 2021 e já fez a sua lista de desejos para montar um time competitivo e afirmou que dedicação da sua parte não faltará.

De qualquer forma resta ao Atlético MG apostar todas as fichas no campeonato estadual e no Brasileirão, já que estas são as únicas competições que vai disputar daqui pra frente.


DESEMPENHO NOS  CAMPEONATOS QUE DISPUTOU

CAMPEONATO MINEIRO
Atual semi-finalista

DESEMPENHO GERAL

12 jogos: 7 vitórias, 4 empates, 1 derrota – 69,4% de aproveitamento
Gols marcados: 22
Gols sofridos: 8
Jogos sem marcar gol: 1
Jogos com SG (sem sofrer gol): 5

DESEMPENHO COMO MANDANTE

6 jogos: 4 vitórias, 1 empate, 1 derrota – 72,2% de aproveitamento
Gols marcados: 15
Gols sofridos: 5
Jogos sem marcar gol: 0
Jogos com SG (sem sofrer gol): 2

DESEMPENHO COMO VISITANTE

6 jogos: 3 vitórias, 3 empates, 0 derrotas – 66,7% de aproveitamento
Gols marcados: 7
Gols sofridos: 3
Jogos sem marcar gol: 1
Jogos com SG (sem sofrer gol): 3

COPA DO BRASIL

Eliminado na 2ª fase pelos Afogados da Ingazeira nos pênaltis

DESEMPENHO GERAL

2 jogos: 1 empate e 1 derrota – % de aproveitamento
Gols marcados: 2
Gols sofridos: 2
Jogos sem marcar gol: 1
Jogos com SG (sem sofrer gol): 1

DESEMPENHO COMO MANDANTE

Não jogou como mandante

DESEMPENHO COMO VISITANTE

2 jogos: 1 empate e 1 derrota – % de aproveitamento
Gols marcados: 2
Gols sofridos: 2
Jogos sem marcar gol: 1
Jogos com SG (sem sofrer gol): 1

COPA SUL AMERICANA

Eliminado na 1ª fase pelo Unión de Santa Fé

DESEMPENHO GERAL

2 jogos: 1 vitória e 1 derrota – % de aproveitamento
Gols marcados: 2
Gols sofridos: 3
Jogos sem marcar gol: 1
Jogos com SG (sem sofrer gol): 1

DESEMPENHO COMO MANDANTE

1 jogo: 1 vitória – 100% de aproveitamento
Gols marcados: 2
Gols sofridos: 0
Jogos sem marcar gol: 0
Jogos com SG (sem sofrer gol): 1

DESEMPENHO COMO VISITANTE

1 jogo: 1 derrota – % de aproveitamento
Gols marcados: 5
Gols sofridos:
Jogos sem marcar gol: 0
Jogos com SG (sem sofrer gol): 1

TODOS OS CAMPEONATOS
Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e Copa Sul Americana

DESEMPENHO GERAL

13 jogos: 10 vitórias, 4 empates, 3 derrota – 78,00% de aproveitamento
Gols marcados: 19
Gols sofridos: 11
Jogos sem marcar gol: 0
Jogos com SG (sem sofrer gol): 6

DESEMPENHO COMO MANDANTE

5 jogos: 3 vitórias, 1 empate, 1 derrota – 75,00% de aproveitamento
Gols marcados: 11
Gols sofridos: 4
Jogos sem marcar gol: 1
Jogos com SG (sem sofrer gol): 2

DESEMPENHO COMO VISITANTE

8 jogos: 3 vitórias, 3 empates e 2 derrotas – 67,56% de aproveitamento
Gols marcados: 6
Gols sofridos: 7
Jogos sem marcar gol: 3
Jogos com SG (sem sofrer gol): 4

ESCALAÇÃO BASE

Goleiro: Michael
Laterais: o direito é Guga, e o esquerdo é Guilherme Arana
Zagueiros: Igor Rabello, Réver e Gabriel
Meias: Jair, Nathan, Hyoran e Otero
Atacantes: Di Santo

Quem chegou: Rafael (GOL), Gabriel (ZAG), Guilherme Arana (LAT), Maílton (LAT), Savarino (MEI), Dylan Borrero (MEI), Hyoran (MEI), Edinho (MEI), Allan (VOL), Diego Tardelli (ATA) e Sampaoli (TEC)

Quem saiu: Cleiton (GOL), Uilson (GOL), Wilson (GOL), Hulk (LAT), Vinicius (MEI), Luan (MEI), Geuvânio (MEI), Elias (VOL), Alerrando (ATA), Chará (ATA) e Vagner Mancini (TEC)

HOMENS DAS BOLAS PARADAS

Até aqui, o time fez 3 gols de pênalti (2 do Fábio Santos e 1 do Bruno Silva) e gol de falta)

Faltas: Ricardo Oliveira, Hyoran, Savarino, Cazares e Otero
Escanteios: Otero e Cazares
Pênaltis: Fábio Santos

ARTILHEIROS EM 2020

GERAL

3 gols – Di Santo (atacante)
2 gols
 – Fábio Santos (lateral), Gabriel (zagueiro) e Igor Rabello (zagueiro) e Otero (meia)
1 gol
 – Maílton (lateral), Bruno Silva (atacante), Marquinhos (meia atacante), Ricardo Oliveira (atacante), Hyoran (meia), Savarino (meia) e Guilherme Arana (lateral)

DENTRO DE CASA

2 gols – Igor Rabello (zagueiro) e Otero (meia)
1 gol – Gabriel (zagueiro), Maílton (lateral), Fábio Santos (lateral), Di Santo (atacante), Bruno Silva (atacante) e Hyoran (meia)

FORA DE CASA

2 gols – Di Santo (atacante)
1 gol
 – Fábio Santos (lateral), Marquinhos (meia atacante),  Di Santo (atacante), Dylan Borrero (lateral), Ricardo Oliveira (atacante), Gabriel (zagueiro), Savarino (meia) e Guilherme Arana (lateral)

GARÇONS EM 2020

GERAL

3 assistência – Hyoran (meia)
2 assistências
 – Maílton (lateral) e Allan (volante)
1 assistência – Dylan Borrero (lateral), Guilherme Arana (lateral), Marquinhos (meia), Otero (meia) e Nathan (meia)

DENTRO DE CASA

1 assistência – Maílton (lateral), Allan (volante), Hyoran (meia), Marquinhos (meia) e Otero (meia)

FORA DE CASA

2 assistências – Hyoran (meia)
1 assistência 
– Allan (volante), Dylan Borrero (lateral),  Guilherme Arana (lateral) e Nathan (meia)

OLHO NELES: OS JOGADORES QUE PROMETEM NO CARTOLA FC 2020

As indicações são passíveis de alterações, em razão do desempenho dos jogadores no decorrer dos campeonatos ao longo dos próximos meses. Além disso, com a provável chegada do técnico Sampaoli (contrato prestes a ser assinado até o fechamento deste quadro) novos reforços devem ser apresentados pelo Atlético MG para 2020.

Maílton (LAT): O lateral-direito Mailton de 21 anos foi comprado pelo Galo junto ao Mirassol no fim de 2019. Em 2019 se destacou com a camisa do Operário-PR, na Série B do Campeonato Brasileiro e vem sendo uma boa surpresa até o momento. É concorrente do lateral Guga, mas pode jogar eventualmente improvisado na outra lateral. Tem como principal característica o seu poder ofensivo, mas também tem qualidade na marcação. Apareceu bem ao ataque em alguns jogos, tendo 1 gol e 2 assistências até o momento na temporada. Na Série B pelo Operário, o lateral fez quatro gols e deu duas assistências.

Rafael (CRU): O goleiro chega como boa opção no gol. Atuou no rival Cruzeiro por anos e foi reserva do goleiro Fábio, mas quando necessário apareceu bem e tem tudo pra disputar a titularidade no Atlético.

Igor Rabello e Gabriel (ZAG): Zagueiros artilheiros, além das RB’s vem se destacando no jogo aéreo, onde finalizam e até mesmo vem balançando as redes.

Allan (MEI): Na queda de braço com o Fluminense, o Galo levou a melhor e contratou o volante Allan, de 22 anos. O jogador pertencia ao Liverpool, da Inglaterra, e defendeu o time carioca (por empréstimo) em 2019. Allan tem muita qualidade e pode aparecer bem com assistências, faltas sofridas e finalizações, além de gols, claro.

Otero (MEI): Querido pela torcida, o venezuelano já é velho conhecido dos cartoleiros, por ter qualidade no chute a distância e aparecer muito bem cobrando faltas e escanteios. Ele caiu de rendimento em 2019, mas voltou a ganhar oportunidades e, até aqui, já balançou as redes uma vez.

Cazares (MEI): Polêmico, mas é inegável a sua qualidade dentro de campo. O ano de 2020 de Cazares no Atlético começou repleto de turbulências. O meia equatoriano esteve perto de deixar o Galo em janeiro. O Al-Ain ofereceu 3 milhões de dólares ao clube mineiro visando a contratação do jogador. Porém o alvinegro considerou baixa a proposta e recusou. Cazares durante as negociações deixou claro o desejo de se transferir. Mas com o insucesso nas negociações, ele foi reintegrado ao elenco atleticano. Em fevereiro teve uma lesão detectada, mas se recuperou de uma ruptura do tendão do músculo adutor da coxa esquerda que o tirou dos campos por cerca de um mês. O equatoriano já vem trabalhando a parte física e tem tudo pra reforçar bem o Galo em 2020.

Edinho (MEI): Foi um dos destaques da equipe do Fortaleza em 2019 e foi reintegrado ao elenco do Galo. Aparece bem no quesito RB’s e pode ser um bom trunfo para os cartoleiros.

Diego Tardelli (ATA): Ídolo do time mineiro, Tardelli não teve uma boa passagem pelo Grêmio e foi a grande contratação do Galo até o momento. O atacante tem identificação com o clube e nas passagens pelo Atlético foi referência no ataque e demonstrou ter faro de artilheiro. Vamos aguardar para ver se ele será o Tardelli dos velhos tempos e voltará a ter um bom desempenho.


E você, cartoleiro, vem acompanhando o Galo nesse início de temporada? Acredita que com a chegada de mais alguns reforços e do técnico Sampaolli o time mineiro vai se tornar competitivo e brigará pela parte de cima da tabela no Brasileirão 2020? Qual a sua expectativa em relação ao Atlético MG?

Estamos abertos à sugestões, críticas e elogios nos comentários. E deixe também a sua opinião!

25 anos, pós graduada em Direito, sócio torcedora fanática pelo Cruzeiro e mineira, uai. Comandante do Jehnial FC, defende a ideologia de que lugar de mulher é onde ela quiser, inclusive jogando Cartola! Afirma que sabe muito bem o que é impedimento, ok?