O mercado fecha em:

Lições da 6ª rodada do Cartola FC

A 6ª rodada foi uma das mais difíceis de se escalar nos últimos anos, mas mesmo assim muitos conseguiram boa pontuação. Além disso, conseguimos tirar algumas lições que podem ser fundamentais nas próximas rodadas do Cartola FC

Postado em: 31 de agosto de 2020
Atualização: 24 de setembro de 2020
Tempo de leitura: 4 minutos

Fala, Cartoleiros e Cartoleiras MIX!

A 6ª rodada do Cartola FC foi, sem dúvidas, uma das ou a mais difícil de se escalar nos últimos anos. Isso se deu muito por conta dos dois jogos adiados da rodada, entre Atlético-MG x Athletico e Grêmio x Goiás. Porém, muitos(as) cartoleiros(as) foram bem na rodada e tiveram ótima pontuação.

Além disso, a rodada trouxe algumas lições que vão ser citadas aqui nesse texto. Se liga só nas lições que eu tirei!


OS MITOS

É óbvio que toda rodada nós temos os mitos, mas nessa 6ª rodada precisamos destacar dois deles. O primeiro é o meia Thiago Galhardo. O jogador do Internacional marcou pela 3ª vez seguida e vem sendo o principal jogador do Inter e, talvez, o principal jogador do Brasileirão.

Além do gol, Galhardo ainda deu uma assistência e somou 13.40 pontos. Sua média é de 8.32 pontos no fantasy game.

Outro jogador que merece destaque é o atacante Gabigol. O jogador do Flamengo sempre é muito escalado e parece estar começando a atingir as expectativas dos(as) cartoleiros(as).

Assim como Thiago Galhardo, Gabriel Barbosa marcou gol pela 3ª rodada consecutiva. Contra o Santos, fora de casa, na rodada 6, o camisa 9 ainda perdeu, pelo menos, duas chances claríssimas, uma delas sem goleiro.

Ele fez 12.30 pontos e poderia ter sido muito mais, se aproveitasse ao menos uma chance e se ele não tivesse levado cartão amarelo.

Pra deixar claro, existem outros que estão sendo destaque e foram nessa rodada que passou, mas esses dois jogadores que foram citados estão muito embalados e com boas atuações no Cartola FC.

“NUNCA MAIS”

Depois da 2ª rodada, a 1ª do Atlético Goianiense, muitos(as) cartoleiros(as) acreditavam que o Dragão iria desempenhar o ótimo futebol apresentado contra o Flamengo mais vezes.

Então, depois da vitória esmagadora por 3 a 0 contra o rubro-negro carioca, a equipe de Vagner Mancini não conseguiu ter atuações daquele nível e não venceu mais no Campeonato Brasileiro.

Até agora tem 4 pontos e é o lanterna da competição. Na rodada 6 foi derrotado em casa para o Ceará por 2 a 0, tendo até boas chances de marcar, mas parece ser o que a maioria já esperava antes do campeonato começar, um time ruim de se apostar.

A princípio, tirando o goleiro Jean que pode contribuir com defesas difíceis, e mesmo assim é arriscado, e mais um ou outro jogador de meio de campo, como aposta, escalar jogadores do Atlético Goianiense nunca mais.

OLHO NELE

O destaque da postagem vai de forma generalizada para os meias do Cartola FC que se destacam em desarmes. Muitos deles estão mostrando uma boa regularidade no quesito, que ainda não está muito claro para muitos.

Alguns meias alavancaram suas pontuações com os desarmes que é o caso de Boschilia (6) e Dodi (5). Os dois fizeram gol e passaram dos 14 e 13 pontos respectivamente. Outro que foi muito bem nesse quesito foi o Ederson, que desarmou 10 vezes os adversários e fez 8,60 pontos.

O último destaque vai para Matheus Galdezani, que é o segundo meia com mais desarmes, só atras do Dodi, e manteve a sua média na rodada 6. O jogador do Coxa teve 4 desarmes e somou 4.80 pontos. Além dos citados, Fernando Sobral é uma boa nesse tipo de scout, mesmo tendo feito apenas um na rodada.

Portanto, pra aqueles que curtem escalar jogadores com médias boas, os meias com muitos desarmes, provavelmente, vão te entregar uma pontuação justa, entre 4 e 7 pontos, na maioria das vezes, sem scout decisivo. Na grande maioria das vezes, esse jogador é o volante do time, por isso é bom ficar de olho nele.

DECEPÇÃO

Falando em scouts, a maior decepção pra mim, nesse momento, é em relação as defesas difíceis. Infelizmente não sabemos ao certo como que é o critério mais rigoroso que pregam e também não há nenhuma comunicação por parte do Cartola FC explicando os lances polêmicos.

Acho que falta mais esse diálogo entre a equipe oficial e os(as) cartoleiros(as), já que muitos(as) ainda estão perdidos(as) em relação ao que é e o que não é defesa difícil.

Sem contar que, na rodada 5 foi dada uma DD pro Fernando Prass em um lance muito parecido com uma defesa do Marcelo Lomba e outra do João Paulo na rodada 6, em que não contabilizaram como defesa difícil.

Por essas e outras, acho que deveria ter uma preocupação maior do Cartola FC, em explicar pra todo mundo os critérios que estão sendo utilizados e por que defesas parecidas, em alguns casos, são e em outros não são defesas difíceis.


Essas são minhas lições da 6ª rodada. E aí, concorda? Quais são as suas? Comenta aí!

Abraços, Luca Tremonti!

Torcedor do Fluminense, carioca e 24 anos. Cartoleiro desde 2008. Técnico do Itnomert City. Jogos do Campeonato Brasileiro sempre vão ter a minha preferência.