O mercado fecha em:

As bizarrices da 2ª rodada do Brasileirão

A cada rodada o Campeonato Brasileiro nos guarda surpresas, sejam elas positivas ou negativas

Postado em: 7 de junho de 2021
Atualização: 15 de junho de 2021
Tempo de leitura: 4 minutos

Fala, Cartoleiro e Cartoleira MIX! Toda rodada o Campeonato Brasileiro nos surpreende com lances bizarros, coisas inusitadas ou até mesmo curiosidades, sendo elas positivas ou negativas.

É quase certo que todos os jogos da rodada apresentem pelo menos um fato mais extravagante. Então vamos lá, selecionei o que mais ocorreu de “diferente” nesta rodada e, por sinal, todos os jogos tiveram uma coisa para ser destacada aqui, mais uma vez.


Atlético-GO 2×0 São Paulo

Um dos mitos da rodada passada, o goleiro Tiago Volpi não foi bem nesta rodada. Aos 33 minutos do 2º tempo, o goleiro tocou para Galeano e correu quase na bandeirinha de escanteio para receber a bola de volta, deixando o gol aberto. (Movimentação típica de treino de dois toques, em que você toca e corre para receber) Porém o atacante do São Paulo não devolveu a bola para ele e tentou um passe pra frente. A bola foi bloqueada por Natanael e sobrou limpa para João Paulo. Com o gol vazio, o meia encobriu Volpi, que voltava correndo para a meta, e deu números finais para a partida.

Santos 3×1 Ceará

Logo aos 7 minutos de jogo o Santos teve um pênalti a seu favor. Marinho cobrou e jogou para fora, coisa que não é comum. Acredito que só esse fato já é uma coisa bem “bizarra”, já que o Marinho é um bom cobrador de pênaltis.

Bahia 3×3 Red Bull Bragantino

A curiosidade deste jogo tem mais relação com o Cartola FC. Na rodada passada o atacante Gilberto foi um dos mais escalados da rodada, o Bahia venceu por 3 a 0, mas ele não participou diretamente de nenhum gol. Pra essa rodada, Gilberto foi descartado pela grande maioria. E por ironia do destino (talvez), no dia do seu aniversário, ele fez dois gols, deu uma assistência e fez 22.80 pontos, sendo assim o maior pontuador do Cartola FC na 2ª rodada. (vídeo com todos os gols da partida)

Fluminense 1×0 Cuiabá

Sob forte calor no Rio de Janeiro, Egídio e Walter, por muito pouco não comprometeram suas equipes de forma bizarra. Primeiro, aos 22 minutos do 2º tempo, o lateral-esquerdo recebeu a bola como último homem, tentou driblar, quase perdeu a bola e sofreu a falta. Mas para muitos a falta foi do Egídio e, provavelmente, ele seria expulso. (o lance ainda foi revisado pelo VAR).

Depois, aos 40 minutos do 2º tempo, a bola foi recuada para Walter na direção do gol, o goleiro deixou passar e por pouco ela não entra. A sorte é que não foi um recuo muito forte e deu tempo do Walter correr e fazer o passe.

América-MG 0x1 Corinthians

Um fato bastante inusitado aconteceu com alguns jogadores do América-MG. O número da camisa do Coelho estava descolando e saindo da camisa.

Quem mais sofreu com isso foi o atacante Felipe Azevedo. O número 7 da sua camisa saiu por inteiro e ele ficou alguns minutos em campo sem numeração. Quando o juiz viu, pediu para ele trocar a camisa e ele acabou pegando a 17, que inicialmente era do reserva Yan Sasse.

Fortaleza 5×1 Internacional

O Fortaleza foi superior do início ao fim e aplicou uma goleada histórica no Internacional. Por outro lado, o Internacional teve uma atuação horrível e protagonizou dois lances bizarros. O primeiro com zagueiro Pedro Henrique, que no 1º tempo tentou acertou a bola e na continuidade do movimento deu um chute na cara do adversário e foi expulso.

O segundo com, também zagueiro Zé Gabriel, que na segunda etapa, tentou cortar uma bola e acabou mandando de canela contra o próprio gol, fazendo um golaço bizarro contra.

Palmeiras 3×1 Chapecoense

É bem verdade que o atacante Wesley fez dois gols e o segundo gol dele foi um golaço. Mas reparem bem no zagueiro da Chapecoense, tomou uma entortada e caiu de forma bizarra no chão, deixando o gol mais bonito ainda.

Juventude 0x3 Athletico

Já no primeiro jogo no Alfredo Jaconi a neblina deu as caras antes da bola rolar e ela deve aparecer ainda mais vezes nesse Brasileirão.

Com a bola rolando, o zagueiro Vitor Mendes teve a chance de diminuir o placar após cobrança de escanteio, mas de forma inacreditável cabeceou pra fora dentro da pequena área.

Sport 0x1 Atlético-MG

Destaque no empate contra o Inter fora, o atacante André protagonizou duas furadas no 2º tempo. Uma em que podia finalizar e empatar a partida e outra que tentou um passe no meio de campo, perdeu a bola e teve que fazer a falta.

Outra curiosidade foi entre Hulk e o árbitro Raphael Claus. O atacante reclamou bastante durante a partida, mas depois pediu desculpas e foi recompensado após o apito final. Claus entregou um cartão amarelo com uma mensagem para o jogador guardar como recordação.


Esses foram os principais fatos bizarros de cada jogo.

E você, lembra de mais algum lance ou fato bizarro, inusitado ou curioso que aconteceu nessa 2ª rodada? Comenta aí!

Abraços, Luca Tremonti!

Torcedor do Fluminense, carioca e 25 anos. Cartoleiro desde 2008. Técnico do Itnomert City. Jogos do Campeonato Brasileiro sempre vão ter a minha preferência.